Treinamento Performance, Fevereiro 2017 – São Paulo – Integral

ótimo curso – recomendo

Blog - Fabiano Neves Amorim

Descrição do treinamento

“No dia mais claro, na noite mais escura, no tuning mais desafiador e plano de execução mais sombrio nenhum problema de performance escapará da minha visão. As queries que assombram os servidores sucumbirão diante do meu conhecimento!”

Depois de fazer o juramento acima, os alunos que ousarem fazer este treinamento irão enfrentar horas de imersão em SQL Server estudando conceitos e técnicas de otimização para SQL Server com objetivo de executar um trabalho de otimização.

O treinamento analisará detalhes do SQL Server, iremos do básico ao internals cobrindo várias áreas do SQL Server tais como: funcionamento dos índices, estatísticas, analise avançada de planos de execução e boas práticas para programação em T-SQL. Otimização de consultas e análise de planos de execução tem grande foco neste treinamento, entender como um plano de execução funciona, como ele é criado, e como influenciar o plano é a chave para otimização…

Ver o post original 1.379 mais palavras

Anúncios

Quem faz jejum vive por mais tempo, diz Nobel

Segundo Yoshinori Ohsumi, ganhador do Nobel de medicina, jejuar faz suas células “se comerem”. Tal mecanismo é renovador

fonte: Veja

 

Dietas que pregam o jejum são comuns para a perda de peso, mas, agora, estudos sugerem que a prática pode contribuir para o aumento da expectativa de vida. Pode parecer estranho, afinal,  todos sabem que uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes é fundamental para uma boa saúde. No entanto, segundo Yoshinori Ohsumi, ganhador do Nobel de medicina deste ano, o jejum faz suas células se comerem – processo chamado de autofagia – e isso te renova. Agora, pesquisadores se debruçam sobre o assunto para traçar uma indicação de frequência do jejum benéfica e segura, de acordo com informações do Uol.

A autofagia é um importante mecanismo de autolimpeza que existe em todas as células de nosso corpo. A redução da autofagia leva ao acúmulo de componentes danificados, o que está associado à morte das células e ao desenvolvimento de doenças. Por essa lógica, manter o mecanismo ativo seria uma forma de prevenir problemas.

“A autofagia não fica ativa o tempo todo. Mas a restrição de nutrientes é uma forma de burlar isso”, disse Luciana Gomes, pesquisadora do Laboratório de Reparo de DNA da USP, ao Uol.

Essa autolimpeza no organismo é ativada quando a célula está em situações de stress, como ao fumar um cigarro ou ficar algum tempo sem se alimentar. Nestes casos, a célula passa a “comer” partes internas para sobreviver, degradando tudo o que tem de ruim. Quanto mais o mecanismo funciona maior a faxina.

“O jejum induz a autofagia, isso é sabido. Também sabemos que a autofagia induz a longevidade. A busca agora é entender a conexão entre a autofagia ativada pelo jejum e a longevidade das células”, explicou Soraya Smaili, professora livre-docente da Escola Paulista de Medicina, ao Uol.


Visio online

Novidade da #Microsoft

#VisioOnline

Preview features overview - Visio OnLine

Preview features overview – Visio OnLine

 

 

Get started with Visio Online Preview

Get started with Visio Online Preview

 

acesse aqui: Preview features overview


Abandonando o evernote pelo OneNote

evernote x onenoteCom a mudança na versão gratuita do evernote ( limitado a dois dispositivos apenas ), fui atrás de novas opções.

Para resumir, escolhi o OneNote da MS.

Até o momento posso fazer até mais do que fazia no Evernote, mas se vai valer a pena, só com o tempo mesmo.

Segue uma ferramenta que usei para migrar as notas do Evernote para o OneNote.

A dica está no site: Migrate EverNote OneNote

Compatível com tudo e todos e na nuvem e ainda está OFFLINE.

abraço

 


Survey: what is the highest wait on your system?

 

 

Wait Types (Paul S. Randal)

 

ajuda e muito esses scripts

http://www.sqlskills.com/blogs/paul/survey-what-is-the-highest-wait-on-your-system/

 

WITH Waits AS
(SELECT
wait_type,
wait_time_ms / 1000.0 AS WaitS,
(wait_time_ms – signal_wait_time_ms) / 1000.0 AS ResourceS,
signal_wait_time_ms / 1000.0 AS SignalS,
waiting_tasks_count AS WaitCount,
100.0 * wait_time_ms / SUM (wait_time_ms) OVER() AS Percentage,
ROW_NUMBER() OVER(ORDER BY wait_time_ms DESC) AS RowNum
FROM sys.dm_os_wait_stats
WHERE wait_type NOT IN (
‘CLR_SEMAPHORE’, ‘LAZYWRITER_SLEEP’, ‘RESOURCE_QUEUE’, ‘SLEEP_TASK’,
‘SLEEP_SYSTEMTASK’, ‘SQLTRACE_BUFFER_FLUSH’, ‘WAITFOR’, ‘LOGMGR_QUEUE’,
‘CHECKPOINT_QUEUE’, ‘REQUEST_FOR_DEADLOCK_SEARCH’, ‘XE_TIMER_EVENT’, ‘BROKER_TO_FLUSH’,
‘BROKER_TASK_STOP’, ‘CLR_MANUAL_EVENT’, ‘CLR_AUTO_EVENT’, ‘DISPATCHER_QUEUE_SEMAPHORE’,
‘FT_IFTS_SCHEDULER_IDLE_WAIT’, ‘XE_DISPATCHER_WAIT’, ‘XE_DISPATCHER_JOIN’, ‘BROKER_EVENTHANDLER’,
‘TRACEWRITE’, ‘FT_IFTSHC_MUTEX’, ‘SQLTRACE_INCREMENTAL_FLUSH_SLEEP’)
)
SELECT
W1.wait_type AS WaitType,
CAST (W1.WaitS AS DECIMAL(14, 2)) AS Wait_S,
CAST (W1.ResourceS AS DECIMAL(14, 2)) AS Resource_S,
CAST (W1.SignalS AS DECIMAL(14, 2)) AS Signal_S,
W1.WaitCount AS WaitCount,
CAST (W1.Percentage AS DECIMAL(4, 2)) AS Percentage
FROM Waits AS W1
INNER JOIN Waits AS W2
ON W2.RowNum <= W1.RowNum
GROUP BY W1.RowNum, W1.wait_type, W1.WaitS, W1.ResourceS, W1.SignalS, W1.WaitCount, W1.Percentage
HAVING SUM (W2.Percentage) – W1.Percentage < 95; — percentage threshold
GO


TempDB – Cores X Files

 

 

Segue código do Robert Davis, mas copiei daqui, do Paul S. Randal

 

SELECT os.Cores, df.Files
FROM
(SELECT COUNT(*) AS Cores FROM sys.dm_os_schedulers WHERE status = ‘VISIBLE ONLINE’) AS os,
(SELECT COUNT(*) AS Files FROM tempdb.sys.database_files WHERE type_desc = ‘ROWS’) AS df;
GO


Ainda sobre TempDB

Criar ou não Criar mais TempDb´s. Essa é a questão.

Blog - Fabiano Neves Amorim

‘I wrote that code – I’m afraid you *are* wrong’. (

*fabiano@cnpm.com.br – http://fabianosqlserver.spaces.live.com/

(

Ver o post original


%d blogueiros gostam disto: