On-demand virou domínio público…

povo do SQL – recomendo esse material rico em conteúdo.

Blog - Fabiano Neves Amorim

Perae djow, você disse de graça?

screenshot_67

Fala galera…
É, você não tem mais desculpa para deixar de estudar né? :-)Boa notícia pra vocês (assim espero), os treinamentos que gravei para a Sr.Nimbus, os on-demand, estão disponíveis para acesso gratuito no youtoba. Sim, você leu isso mesmo… de graça, for free, na faixa…

Acesse as playlists utilizandos os links abaixo:

Planos de Execução – Parte I – QO, lookup, sort e merge join

Planos de Execução – Parte II – Estatísticas I, seeks e scan

Planos de Execução – Parte III – Estatísticas II e spools

O download do material utilizado nos treinamentos estão disponíveis aqui:

https://mcflyamorim.files.wordpress.com/2017/02/material-treinamento-ondemand.docx

Eu só peço uma coisa, por favor, de o crédito a quem merece crédito… plágio é feio e saiba que ao fazer isso você terá meu maior desprezo.

Abs. e bons estudos!

Ver o post original

Anúncios

Treinamento Performance, Fevereiro 2017 – São Paulo – Integral

ótimo curso – recomendo

Blog - Fabiano Neves Amorim

Descrição do treinamento

“No dia mais claro, na noite mais escura, no tuning mais desafiador e plano de execução mais sombrio nenhum problema de performance escapará da minha visão. As queries que assombram os servidores sucumbirão diante do meu conhecimento!”

Depois de fazer o juramento acima, os alunos que ousarem fazer este treinamento irão enfrentar horas de imersão em SQL Server estudando conceitos e técnicas de otimização para SQL Server com objetivo de executar um trabalho de otimização.

O treinamento analisará detalhes do SQL Server, iremos do básico ao internals cobrindo várias áreas do SQL Server tais como: funcionamento dos índices, estatísticas, analise avançada de planos de execução e boas práticas para programação em T-SQL. Otimização de consultas e análise de planos de execução tem grande foco neste treinamento, entender como um plano de execução funciona, como ele é criado, e como influenciar o plano é a chave para otimização…

Ver o post original 1.379 mais palavras


Quem faz jejum vive por mais tempo, diz Nobel

Segundo Yoshinori Ohsumi, ganhador do Nobel de medicina, jejuar faz suas células “se comerem”. Tal mecanismo é renovador

fonte: Veja

 

Dietas que pregam o jejum são comuns para a perda de peso, mas, agora, estudos sugerem que a prática pode contribuir para o aumento da expectativa de vida. Pode parecer estranho, afinal,  todos sabem que uma alimentação equilibrada e rica em nutrientes é fundamental para uma boa saúde. No entanto, segundo Yoshinori Ohsumi, ganhador do Nobel de medicina deste ano, o jejum faz suas células se comerem – processo chamado de autofagia – e isso te renova. Agora, pesquisadores se debruçam sobre o assunto para traçar uma indicação de frequência do jejum benéfica e segura, de acordo com informações do Uol.

A autofagia é um importante mecanismo de autolimpeza que existe em todas as células de nosso corpo. A redução da autofagia leva ao acúmulo de componentes danificados, o que está associado à morte das células e ao desenvolvimento de doenças. Por essa lógica, manter o mecanismo ativo seria uma forma de prevenir problemas.

“A autofagia não fica ativa o tempo todo. Mas a restrição de nutrientes é uma forma de burlar isso”, disse Luciana Gomes, pesquisadora do Laboratório de Reparo de DNA da USP, ao Uol.

Essa autolimpeza no organismo é ativada quando a célula está em situações de stress, como ao fumar um cigarro ou ficar algum tempo sem se alimentar. Nestes casos, a célula passa a “comer” partes internas para sobreviver, degradando tudo o que tem de ruim. Quanto mais o mecanismo funciona maior a faxina.

“O jejum induz a autofagia, isso é sabido. Também sabemos que a autofagia induz a longevidade. A busca agora é entender a conexão entre a autofagia ativada pelo jejum e a longevidade das células”, explicou Soraya Smaili, professora livre-docente da Escola Paulista de Medicina, ao Uol.


Visio online

Novidade da #Microsoft

#VisioOnline

Preview features overview - Visio OnLine

Preview features overview – Visio OnLine

 

 

Get started with Visio Online Preview

Get started with Visio Online Preview

 

acesse aqui: Preview features overview


Abandonando o evernote pelo OneNote

evernote x onenoteCom a mudança na versão gratuita do evernote ( limitado a dois dispositivos apenas ), fui atrás de novas opções.

Para resumir, escolhi o OneNote da MS.

Até o momento posso fazer até mais do que fazia no Evernote, mas se vai valer a pena, só com o tempo mesmo.

Segue uma ferramenta que usei para migrar as notas do Evernote para o OneNote.

A dica está no site: Migrate EverNote OneNote

Compatível com tudo e todos e na nuvem e ainda está OFFLINE.

abraço

 


Survey: what is the highest wait on your system?

 

 

Wait Types (Paul S. Randal)

 

ajuda e muito esses scripts

http://www.sqlskills.com/blogs/paul/survey-what-is-the-highest-wait-on-your-system/

 

WITH Waits AS
(SELECT
wait_type,
wait_time_ms / 1000.0 AS WaitS,
(wait_time_ms – signal_wait_time_ms) / 1000.0 AS ResourceS,
signal_wait_time_ms / 1000.0 AS SignalS,
waiting_tasks_count AS WaitCount,
100.0 * wait_time_ms / SUM (wait_time_ms) OVER() AS Percentage,
ROW_NUMBER() OVER(ORDER BY wait_time_ms DESC) AS RowNum
FROM sys.dm_os_wait_stats
WHERE wait_type NOT IN (
‘CLR_SEMAPHORE’, ‘LAZYWRITER_SLEEP’, ‘RESOURCE_QUEUE’, ‘SLEEP_TASK’,
‘SLEEP_SYSTEMTASK’, ‘SQLTRACE_BUFFER_FLUSH’, ‘WAITFOR’, ‘LOGMGR_QUEUE’,
‘CHECKPOINT_QUEUE’, ‘REQUEST_FOR_DEADLOCK_SEARCH’, ‘XE_TIMER_EVENT’, ‘BROKER_TO_FLUSH’,
‘BROKER_TASK_STOP’, ‘CLR_MANUAL_EVENT’, ‘CLR_AUTO_EVENT’, ‘DISPATCHER_QUEUE_SEMAPHORE’,
‘FT_IFTS_SCHEDULER_IDLE_WAIT’, ‘XE_DISPATCHER_WAIT’, ‘XE_DISPATCHER_JOIN’, ‘BROKER_EVENTHANDLER’,
‘TRACEWRITE’, ‘FT_IFTSHC_MUTEX’, ‘SQLTRACE_INCREMENTAL_FLUSH_SLEEP’)
)
SELECT
W1.wait_type AS WaitType,
CAST (W1.WaitS AS DECIMAL(14, 2)) AS Wait_S,
CAST (W1.ResourceS AS DECIMAL(14, 2)) AS Resource_S,
CAST (W1.SignalS AS DECIMAL(14, 2)) AS Signal_S,
W1.WaitCount AS WaitCount,
CAST (W1.Percentage AS DECIMAL(4, 2)) AS Percentage
FROM Waits AS W1
INNER JOIN Waits AS W2
ON W2.RowNum <= W1.RowNum
GROUP BY W1.RowNum, W1.wait_type, W1.WaitS, W1.ResourceS, W1.SignalS, W1.WaitCount, W1.Percentage
HAVING SUM (W2.Percentage) – W1.Percentage < 95; — percentage threshold
GO


TempDB – Cores X Files

 

 

Segue código do Robert Davis, mas copiei daqui, do Paul S. Randal

 

SELECT os.Cores, df.Files
FROM
(SELECT COUNT(*) AS Cores FROM sys.dm_os_schedulers WHERE status = ‘VISIBLE ONLINE’) AS os,
(SELECT COUNT(*) AS Files FROM tempdb.sys.database_files WHERE type_desc = ‘ROWS’) AS df;
GO


%d blogueiros gostam disto: